Desenvolvimento de nossa abordagem de engajamento com os stakeholders

Uma parte importante da nossa abordagem de sustentabilidade é ouvir - e ouvir com cuidado. Para atingir nossas metas globais de sustentabilidade, precisamos continuar tendo conversas abertas e construtivas com nossos stakeholders.

Nosso objetivo é entender, identificar, promover, influenciar positivamente e trabalhar em colaboração com toda a nossa cadeia de valor para:

  • Tratar proativamente os riscos humanos e corporativos significativos e contínuos.
  • Nos tornarmos um catalisador para a sustentabilidade para transformar a indústria de vestuário - promovendo a melhoria contínua em todas as nossas atividades.
  • Ser líder em temas e questões emergentes entre os nossos stakeholders.
  • Fornecer valor compartilhado na nossa abordagem e parceria com nossos stakeholders.

Em 2015, refinamos a nossa abordagem com relação ao engajamento com os stakeholders, reunindo práticas regionais no âmbito de uma estratégia global e um parâmetro estratégico de seis partes:

Identificar – Lista de grupos, organizações e pessoas relevantes. Definir os critérios para identificar e priorizar os stakeholders e selecionar um mecanismo de engajamento para cada um deles.
Analisar – Compreender as perspectivas e relevância dos stakeholders.
Mapear – Visualizar os relacionamentos com os objetivos e outros stakeholders.
Priorizar – Classificar os stakeholders por relevância e identificar problemas. Para nos concentrarmos em metas de curto e longo prazo, estabelecer a logística para o engajamento e definir o nível de integração que os stakeholders ​​terão no processo de tomada de decisões na C&A.
Engajar – Manter um diálogo ativo com os stakeholders para gerar mudanças. 
Melhorar continuamente – Identificar oportunidades de feedback e estabelecer a melhor forma de repassar nossa estratégia.

Concentrando nossos esforços nos stakeholders para gerar melhores resultados

A partir deste processo foram identificados 64 grupos de stakeholders em oito categorias que vão desde grupos de direitos trabalhistas até os nossos funcionários. Nós avaliamos cada grupo de stakeholders para estabelecer qual a melhor forma de engajá-los de forma contínua, levando em consideração as questões que são importantes para eles.  Como resultado do processo, identificamos vários stakeholders essenciais com quem vamos criar relacionamentos mais fortes em 2016.

À medida em que progredimos em nossa jornada, estamos pesquisando novas formas e formas mais eficazes de engajar nossos stakeholders. Conforme avançamos nas áreas de liderança, a nossa estratégia para 2020 detalha onde iremos engajar profundamente os stakeholders.

  • Usar matérias-primas mais sustentáveis ​​em nossos produtos.
  • Promover princípios de economia circular em nossas atividades comerciais.
  • Reduzir o impacto ambiental relacionado com as atividades da C&A. Garantir condições de trabalho seguras e justas em toda a rede de fornecimento.
  • Criar uma cultura de sustentabilidade com todos nossos funcionários.
  • Capacitar nossos clientes para que possam agir de forma mais sustentável em suas atividades diárias.

Nossos principais grupos de stakeholders



Como nos comunicamos com nossos stakeholders

Proativo Responsivo
Iniciativas com diversos stakeholders Convocações Colaborações Email Dúvidas dos clientes

Grupos de direitos trabalhistas

Defensores do meio ambiente

Associações que representam os fornecedores e os empresários

Governos e organizações intergovernamentais

Grupos de bem-estar animal

Grupos de direitos trabalhistas

Associações que representam os fornecedores e os empresários

Governos e organizações intergovernamentais

Grupos de direitos trabalhistas

Associações que representam os fornecedores e os empresários

Associações de saúde e segurança do produto

Grupos de bem-estar animal

Grupos de direitos trabalhistas

Defensores do meio ambiente

Grupos comunitários

Consumidores

Respondendo às contribuições

 

Em 2014 e 2015, nossos stakeholders externos nos disseram que querem colaborar e se comunicar de forma mais aberta conosco. Embora eles acreditem que nossas iniciativas de sustentabilidade são bem planejadas e bem-intencionadas, eles nos disseram que poderíamos ser mais bem-sucedidos ao integrar a sustentabilidade ao nosso negócio - e que eles estão dispostos a se envolver enquanto trabalhamos para alcançar nossos objetivos de sustentabilidade.

Daqui para frente, queremos ainda mais feedback. Assim, em 2016, estamos lançando uma nova plataforma na qual podemos ter discussões bilaterais com nossa base mais ampla de stakeholders. As pessoas poderão fazer perguntas e sugerir temas para discussão. Vamos fornecer atualizações sobre o nosso progresso e também pedir opiniões sobre assuntos específicos. Ao longo de todas as nossas interações, vamos avaliar o que aprendemos e o feedback que recebemos para que possamos continuar a melhorar nossa estratégia de sustentabilidade.

Com quem estamos dialogando atualmente

Organização Assunto
GreenpeaceGestão Sustentável de Químicos
Clean Clothes CampaignDiálogo sobre os direitos dos trabalhadores
IndustriALLDiálogo sobre os direitos dos trabalhadores e base salarial
Centre for Research on Multinational Corporations (SOMO) [Centro para Pesquisas em Empresas Multinacionais]Direitos dos trabalhadores
Four Paws [Quatro patas]Bem-estar dos animais
Ethical Trading InitiativeDiálogo sobre os direitos dos trabalhadores e base salarial
Responsible Sourcing NetworkFornecimento de Algodão
Organização Internacional do Trabalho (OIT)Parceria Global para os direitos dos trabalhadores

 

 

case-study

 

Respondendo às contribuções: Melhorando as condições para os trabalhadores migrantes

 

Em novembro de 2015, a organização India Committee of the Netherlands (ICN) elaborou um relatório de avaliação da situação dos jovens migrantes trabalhadores na indústria de vestuários em Bangalore. Antes de publicar o relatório, "Unfree and Unfair", a ICN procurou saber nossa posição sobre as principais questões—condições de moradia e liberdade restrita de ir e vir. Nossas equipes de Sustentabilidade, Sustainable Supply Chain e de Comunicação forneceram uma resposta abrangente que destacou nosso compromisso de melhorar os direitos dos trabalhadores em nossos países fornecedores, esclareceram nossa relação com um dos fornecedores mencionados e explicaram nossas ações com relação à questão. Desde então temos abordado essa questão em profundidade com nossos fornecedores e estamos colaborando com outras duas empresas de vestuário, Inditex e H&M, para mais progressos. Começamos buscando o aconselhamento de organizações sem fins lucrativos e sindicatos do tema e encorajando mais marcas a se juntarem a nós para um maior impacto.

 

 

 

Leia o relatório da ICN: Unfree and Unfair

newborn collection

Parcerias e associações

Os resultados e os impactos do nosso compromisso são fundamentais

Todos os nossos stakeholders são importantes, mas nunca poderíamos alcançar nossas metas globais de sustentabilidade sem nossos parceiros de longo prazo que partilham valores e objetivos semelhantes. Estes stakeholders essenciais também nos ajudam a influenciar a indústria de vestuário de forma mais ampla, unindo nossas forças, habilidades e conhecimento para trabalhar para o bem maior. Em 2016, pretendemos criar colaborações de impacto ainda maior com os principais stakeholders ​​que trabalham com gestão ambiental e condições de trabalho seguras e justas.

Um exemplo de uma colaboração de impacto é o nosso papel como uma das criadoras da Action, Colaboration, Transformation (ACT), uma iniciativa global que conecta os stakeholders interessados em melhorar as bases salariais através da negociação industrial coletiva nos principais países de produção, das normas de fabricação de nível mundial e da compra responsável para aumentar o piso salarial. Incentivamos a indústria a unir forças, juntamente com a IndustriALL, o sindicato mundial que participa da iniciativa.

Esta iniciativa, combinada com iniciativas transformadoras da indústria, como nossa criação da Cotton Connect, demonstram que levamos a sério a forma como nossas parcerias podem gerar mudanças da indústria sistêmica.

 

 

Parceria para a mudança global

Associações internacionais

Colaboração ou parceriaDesdeFunção
Pacto Global da ONU2015Signatária
Action, Collaboration, Transformation 2015Membro fundador
Partnership for Sustainable Textiles2015Membro
Better Cotton Initiative2015Membro
Canopy2015Membro
Organic Cotton Accelerator2014Membro
Bangladesh Accord for Fire and Building Safety2013Membro do comitê diretivo
Better Mill Initiative2013Membro
Ethical Trading Initiative (ETI)2012Membro
Forum for the Future2012Membro
Zero Discharge of Hazardous Chemicals (Descarte Zero de Produtos Químicos Perigosos)2011Membro
Partnership for Cleaner Textile2010Membro do comitê diretivo
Sustainable Apparel Coalition2010Membro fundador
Water Footprint Network2009Parceira patrocinadora
Cotton Connect2009Membro fundador
Global Social Compliance Programme 2008Membro
Textile Exchange2004Membro

Partnership for Sustainable Textiles ​​na Alemanha

A C&A aderiu à Partnership for Sustainable Textiles ​​na Alemanha em maio de 2015. Esta iniciativa composta por diversos stakeholders do governo federal alemão tem como objetivo melhorar a sustentabilidade social, econômica e ambiental ao longo das redes de fornecimento da indústria do vestuário. Assim como outras 150 empresas associadas, a C&A se comprometeu a cumprir os Objetivos do Plano de Ação da Partnership e avançar nas complexas questões da rede de fornecimento de vestuário mais rapidamente.

A C&A tem desempenhado um papel ativo no desenvolvimento da agenda e participa ativamente dos grupos de trabalho: eliminando produtos químicos prejudiciais, promovendo salários dignos, melhorando a comunicação, o processo de revisão e as fibras. Nós já atuamos ativamente nestas áreas, através de outras iniciativas da indústria, tais como Zero Discharge of Hazardous Chemicals [Descarte Zero de Produtos Químicos Perigosos] e Bangladesh Accord, e planejamos compartilhar nosso conhecimento e nossas melhores práticas para apoiar o progresso.

 

 

image
C&A logo

You have arrived at the English language version of this site.